capa_07

O Líder e a Gestão de Mudanças

Em sua teoria sobre a Evolução das Espécies, Charles Darwin afirmou que não são os mais fortes e nem os mais inteligentes que sobrevivem e evoluem, mas sim aqueles que melhor se adaptam às mudanças. A mudança é uma característica inerente a toda natureza, tudo ao nosso redor está em constante mudança. Se considerarmos a dinâmica atual das organizações, essa afirmação nunca foi tão atual e pertinente. As mudanças são nossa única certeza.

A mudança é o processo de transformação de um ser, de um ambiente ou de uma situação que visa a melhoria, o aperfeiçoamento e o desenvolvimento. As empresas vivem mudando suas estratégias e repensando suas estruturas para que possam continuar atendendo as demandas do mercado e garantir sua sobrevivência. Tudo o que era regra em um passado recente, parece não se aplicar à realidade atual.

A produção de conhecimento e o império da tecnologia têm acentuado ainda mais a velocidade e a complexidade das mudanças que temos experimentado. Desta forma, uma liderança bem qualificada pode melhorar a capacidade da organização em se adaptar as mudanças em seu ambiente e se desenvolver sustentavelmente.

Contudo, os padrões de comportamento que se apresentam em resposta a esse cenário nem sempre são os mais adequados. A estabilidade é conhecida, não traz surpresas, não ameaça e obedece ao conjunto de crenças e paradigmas que normalmente construímos e carregamos ao longo da vida. Já a mudança traz o inesperado, a surpresa, o desafio, o movimento, o desconhecido. Mesmo quando a expectativa dos resultados que a mudança pode trazer é favorável, é difícil experimentar algum tipo de segurança ou garantia de que ela seguirá os caminhos que foram traçados ou que eles sejam compatíveis ao nosso funcionamento.

Acesse e leia a matéria completa:



There are no comments

Add yours