https://www.manufaturaemfoco.com.br/wp-content/uploads/2012/04/img-pqnas-empresas4.jpg

Pequenas empresas alavancam negócios com registro de patentes



Busca por parcerias nem sempre é fácil, mas podem ser o melhor caminho para a produção em grande escala.

Para proteger a técnica de produção dos famosos cristais de Murano, na Itália do século XV, o governo adotou duas políticas. Uma era oferecer uma ótima infraestrutura e mordomias, a outra era a pena de morte para quem saísse da Ilha. A regulamentação das patentes nos dias atuais dispensa tais medidas para proteger invenções e o registro de patente pode auxiliar na geração de novos negócios.

“A patente é uma garantia de confiança que nos abriu portas no mercado e facilitou o encontro de parcerias”, diz o sócio e gerente de vendas da BK Travas, Luiz Bertoni Junior. Há nove anos, ele montou uma pequena empresa de usinagem juntamente com seu sócio Rudimar Klóss e, no ano passado, eles lançaram seu primeiro produto: uma trava mecânica para caminhões. A ideia veio de um produto suíço que Klóss conheceu ainda na fábrica onde trabalhava como coordenador de produção. Ao observar que esta era uma necessidade geral de muitas empresas transportadoras, passou a desenvolver seu próprio sistema de travamento. A partir desse produto, nasceu a BK Travas e Acessórios Automotivos, especializada em sistemas de segurança para transportes rodoviários.

O produto foi lançado no segundo semestre do ano passado e, em março, a empresa fechou uma parceria com a fabricante de equipamentos de segurança veicular Cielo. Com isso, o produto da BK Travas está incluído entre os serviços oferecidos pela empresa parceira e passam a ser vendidos em todo o Brasil.

“Uma dificuldade que teríamos era a de instalar travas na região sudeste e agora todo posto da Cielo também poderá fazer a instalação”, explica o gerente de vendas. As duas empresas já fecharam dois contratos em parceria. Outro contrato fechado recentemente foi com a transportadora Plimor, para a instalação da trava em toda a frota. Luiz Bertoni acredita que consigam instalar as travas nos 184 veículos em até seis meses. “Como eles rodam todo o país, precisam passar pela matriz para fazermos a instalação”, explica. Em 2011, a BK Travas fez sua primeira mudança e com os novos contratos e a nova parceria já está em busca de um espaço maior. “Até o final do ano pretendemos ter um chão de fábrica de 400 metros quadrados”, diz Bertoni.

O pedido de patente do produto foi depositado em março de 2010 e garantiu a equipe tranquilidade para trabalhar. “Após a nossa participação em uma feira de transportes, muitas empresas sondaram o nosso produto”, lembra Klóss. Após toda a documentação entregue ao Instituto Nacional de Propriedade Industrial, os sócios estão tranquilos para manter a sua produção.

Acesse e leia a matéria completa:


1 comentário

Adicione o seu

Postar um novo comentário