https://www.manufaturaemfoco.com.br/wp-content/uploads/2016/03/capa-gestão-da-manufatura.png

Lean aplicado aos processos de apoio: Planejamento de materiais e logística



“A Lean Logistics pode ser definida como a identificação de oportunidades de melhorias e a implantação de ações para aumentar a velocidade e otimizar o fluxo das operações ao longo da cadeia logística a partir da aplicação dos conceitos LEAN (princípios enxutos)”.

A aplicação dos conceitos de LEAN aos processos produtivos permitiu ganhos importantes, sobretudo melhorias de qualidade e produtividade, associados à performance das operações industriais.

A redução dos estoques intermediários; o aumento da velocidade de processamento; a redução da necessidade de retrabalho e da incidência de refugos; e o aumento da disponibilidade dos equipamentos e máquinas foram os mais significativos.

No caso específico dos estoques, a adoção dos sistemas Just In Time e dos supermercados niveladores de demanda (heijunka box) permitiram a redução dos estoques em processo (wip ou work in process), o nivelamento da produção e o fluxo contínuo do processo.

No entanto, para efetivar todos os ganhos preconizados pelos sistemas puxados, as “fronteiras” do processo produtivo também precisam ser trabalhadas de acordo com os conceitos LEAN.

Reduzir estoques de matérias-primas, por um lado, e de produtos acabados, por outro, tornaram-se os próximos passos na evolução LEAN. Desse modo, além dos limites das operações de transformação, ações sobre os processos de apoio (compras, desenvolvimento de fornecedores, políticas de estoques, estratégias de produção, dimensionamento de lotes) também são necessárias.

Configura-se, portanto, o que se convencionou chamar Lean Logistics, ou a aplicação dos conceitos LEAN sobre os processos das áreas de Planejamento de Materiais e Logística.

Acesse e leia a matéria completa:


Não há comentários

Adicione o seu