https://www.manufaturaemfoco.com.br/wp-content/uploads/2014/08/capa-manufatura-aditiva-em-metais.jpg

Demanda abre mercado para a manufatura aditiva em metais



A manufatura aditiva em metais pode mudar o processo da indústria manufatureira. A facilidade e rapidez para a produção de peças com geometrias complexas já atende a indústria automotiva e aeroespacial. Esta tecnologia, realidade na Europa e nos Estados Unidos, chega lentamente ao Brasil. O alto custo das impressoras 3D para metais dificulta o avanço do segmento no país, mas laboratórios brasileiros se esforçam para atender a crescente demanda.

“A gente não pode considerar como uma simples troca de processos, a peça tem que ser projetada para ser fabricada através da manufatura aditiva”, coordenador do CCM/ITA, Prof. Dr. Anderson Vicente Borille.

Os equipamentos para manufatura aditiva em metais ainda ocupam espaço em poucos laboratórios no Brasil. Enquanto isso, nos Estados Unidos e na Europa, as máquinas de impressão 3D preparadas para imprimir este tipo de material já são realidade para algumas empresas. Ainda assim, pesquisadores e organizações que atuam neste segmento investem cada vez mais em pesquisa e inovação, uma vez que as impressoras 3D ganham a atenção do público e a promessa de um futuro promissor na indústria manufatureira. Menos tempo de produção e uso de materiais diversificados e de maior resistência costumam ser o chamariz para combater a concorrência, que cresce rapidamente.

Acesse e leia a matéria completa:


Não há comentários

Adicione o seu