https://www.manufaturaemfoco.com.br/wp-content/uploads/2014/12/capa7.jpg

A internet das coisas: Um passeio pelas nuvens!



À medida que os fabricantes transformam informações sobre produtos e serviços em dados digitais – fazendo uso da internet –, as fronteiras geográficas tornam-se cada vez menores.

Era uma vez um produto físico. Este produto passou por uma representação virtual, que foi utilizada pela engenharia, chão de fábrica, serviços e manutenção. À medida que os fabricantes transformam informações sobre produtos e serviços em dados digitais – fazendo uso da internet –, as fronteiras geográficas tornam-se cada vez menores. Então, este produto que está aqui passa por um processo de globalização e personalização, porque cada pessoa ou país usa o produto de um jeito, seja por questões culturais, regulamentações ou, simplesmente, porque, em um exemplo básico, carro no Brasil tem que ser PP: prata ou preto, não importa. Vai saber; parece que carros coloridos aqui não tem vez. Isto é praticamente uma norma.

Este produto, que agora é fisico, tangível, global e customizado, pode estar exposto a normas que vão de segurança à saúde e podem envolver o consumo de água em sua produção, os componentes de sua lista de material, enfim, regulamentações que variam de país para país no intuito de que seja aceito e comercializado. À medida que os fabricantes procuram diferenciação através de mercados globais, eles são compelidos a oferecer mais opções para os clientes. É preciso entender como o mercado quer este produto, e é preciso realizar uma adaptação eficiente de produtos e serviços para acomodar preferências regionais e pessoais. O uso que as pessoas fazem de um telefone celular, por exemplo, é muito diferente do que se fazia há 10, 15 anos. O modo como jovens e adultos usam o mesmo celular é distinto; talvez os jovens usem da mesma forma aqui ou no Japão, mas os adultos talvez tenham uma relação diferente com este dispositivo multitarefa em qualquer parte do mundo. Os jovens, praticamente, fazem de tudo com este aparelho, menos fazer e receber ligações, mas eles se comunicam e muito.

Acesse e leia a matéria completa:


Não há comentários

Adicione o seu