a-engenharia-e-analise-do-valor-eav

A Engenharia e Análise do Valor (EAV) – aplicada a processos de manufatura

A metodologia de Análise de Valor foi desenvolvida em 1947, pelo engenheiro Lawrence D. Miles, na General Eletric.

Durante a Segunda Guerra Mundial, a escassez de certos materiais nobres, como níquel, cromo e platina, levou os governos aliados a buscarem por novas alternativas, em substituição às opções da época, de maneira a atender a qualidade e necessidades exigidas pelas circunstâncias.

Surpreendentemente, essas novas alternativas revelaram materiais substitutivos para os metais nobres que, embora exercessem as mesmas funções em produtos e processos, eram mais baratos e abundantes. Desse modo, terminada a guerra, não foi mais necessário, em muitos casos, voltar a utilizar os materiais que se tornaram críticos.

As mudanças realizadas nos projetos conseguiram gerar economia (através da substituição dos materiais por alternativas mais baratas) sem prejudicar o nível de satisfação dos clientes (a qualidade, sob o aspecto do desempenho funcional do produto). Em alguns casos, até mesmo melhorias significativas nos produtos foram obtidas. Este contexto histórico foi o berço da Análise do Valor.

O Conceito de Análise do Valor Análise de Valor (AV) é uma metodologia sistemática de avaliação do valor tanto para processos, quanto para produtos e seu foco é a redução de custos. As organizações modernas buscam, incessantemente, a melhoria de resultados (qualidade e produtividade) aliada à satisfação dos clientes. Assim, a AV tem sido amplamente utilizada ao longo dos anos, sempre avaliando produtos, processos ou até mesmo projetos, visando “gerar a mesma proposição de valor e a manutenção dos padrões de qualidade requeridos, a custos reduzidos”. A AV é um conjunto sistematizado de métodos, destinados a reduzir o custo total de um produto, processo ou serviço, mantendo ou até mesmo melhorando sua qualidade. Baseia-se na categorização de perdas, na atribuição de valor e na caracterização das atividades de um processo (ou nos componentes de um produto). Para cada tipo de perda identificada, ações específicas de melhoria estão relacionadas. A tabela 1 apresenta o conceito de AV e suas diferentes aplicações: produtos, processos ou a gestão de projetos.

tabela1

A tabela 2 apresenta, para diferentes recursos ou processos, potenciais resultados da aplicação sistemática de AV.

Acesse e leia a matéria completa:



There are no comments

Add yours