https://www.manufaturaemfoco.com.br/wp-content/uploads/2014/10/industrias-romi.jpg

Indústrias Romi – A empresa que já instalou mais de 150 mil máquinas no mercado



Além da indispensável qualidade dos produtos e dos serviços, a proximidade com o mercado e o atendimento direto ao cliente garantiu seu enorme sucesso no segmento de máquinas-ferramenta.

Com uma história que se confunde com o desenvolvimento da indústria no país, a empresa foi fundada em 1930, em Santa Bárbara d’Oeste – no interior do Estado de São Paulo – por Américo Emílio Romi, a partir de uma oficina de reparo de automóveis. No desenrolar da Segunda Grande Guerra, a importação de bens industriais, tais como máquinas, equipamentos ou mesmo peças de reposição, tornou- -se impraticável. Como havia muito serviço a ser feito que dependia das máquinas, essas não podiam parar. Assim, quando alguma manutenção necessitava de uma reposição de peças, a situação se complicava. Isso acabou servindo de incentivo para que Américo Romi, dotado de grande espírito empreendedor, produzisse ele mesmo as peças necessárias aos consertos de suas máquinas.

Desmontando, analisando o que precisava ser reparado, medindo, redesenhando, reconstruindo; aos poucos, foi adquirindo o know-how para que, algum tempo depois, estivesse apto a construir uma máquina inteira. Percebeu que as soluções que desenvolveu para si poderiam também servir a outros. Foi assim que nasceu o primeiro torno horizontal de ferramentaria 100% nacional, o Romi-Isetta, além de um trator completamente nacional chamado “Toro”. Atualmente, os produtos e serviços Romi são consumidos tanto no mercado nacional, quanto no mercado externo. Em termos globais, é um dos maiores fabricantes dos segmentos em que atua. Produz tornos horizontais e verticais, centros de torneamento, centros de usinagem horizontais e verticais e mandrilhadoras; máquinas para processamento de plásticos (injetoras, sopradoras e sopradoras para PET); peças de ferro fundido cinzento, nodular e vermicular, fornecidas brutas ou usinadas.

É uma Companhia de capital aberto, com ações negociadas na BM&F Bovespa (Bolsa de Valores, Mercadorias e Futuros de São Paulo), e que produz equipamentos utilizados por empresas dos mais variados setores industriais como o automotivo, energia, bens de consumo, infraestrutura, máquinas e implementos agrícolas, aeronáutico e de bens de capital, entre outros. A empresa conta com mais de 30 pontos de atendimento ao cliente no Brasil e atuação comercial em mais de 20 países, com destaque para presença nos Estados Unidos, Inglaterra, Espanha, França, Itália, México, Argentina, Colômbia e Peru. Com clientes em mais de 60 países, a empresa já produziu em Santa Bárbara D’Oeste, no interior da cidade de São Paulo, é constituído por nove unidades fabris, totalizando mais de 140 mil m² de área construída, cuja capacidade de produção – considerando- -se dois turnos de trabalho por dia – é de 350 máquinas CNC (Comando Numérico Computadorizado) por mês, contando com o número aproximado de 2000 funcionários. Entre as diversas plantas do complexo, destaca-se a sala ultralimpa, que possui temperatura, umidade e partículas de poeira em suspensão rigidamente controladas, com o propósito de assegurar máxima precisão à montagem de componentes críticos das máquinas que produz. As principais áreas de negócios da empresa e seus percentuais, aproximados, de contribuição no faturamento são: Máquinas-ferramenta (65%), Máquinas para plástico(15%), Fundidos & Usinados (15%) e Serviços (5%).

Acesse e leia a matéria completa:


Não há comentários

Adicione o seu