https://www.manufaturaemfoco.com.br/wp-content/uploads/2014/10/bala-ou-troco.jpg

Você quer ser bala ou troco?



Durante o governo de José Sarney, tivemos um período de inflação altíssima no país, chegando à casa dos 80% ao mês! Com a desvalorização tão rápida da moeda, faltava troco nos estabelecimentos comerciais. A fim de facilitar as transações sem aborrecer os clientes, por conta da falta de moedas, os comerciantes passaram a oferecer balas como troco. Com milhões de estabelecimentos valendo-se da mesma estratégia, a demanda por esse tipo de guloseima cresceu assustadoramente, pois bala virou troco!

E você meu amigo, independentemente de ser vendedor ou não, como tem se posicionado na tua vida em face dos teus desafios? Como troco ou como bala?a

O fenômeno fez com que surgissem em torno de 40 novos fabricantes de balas no mercado, pressionando, assim, os tradicionais fabricantes dessa iguaria. Enéas, um ex-aluno meu, contou-me que à época era o gerente de marketing e vendas de uma das grandes fabricantes nacionais desse produto. Disse que, não bastasse a pressão do próprio mercado ele, servia também de muro de lamentações de todos os seus vendedores e distribuidores, pois esses afirmavam que o mercado estava tão promíscuo e concorrido, que para manter os volumes ou bater metas em valor, só seria possível se a empresa aumentasse os descontos ou baixasse os preços. Enquanto a unidade de qualquer concorrente não saía por mais de R$ 0,01, a deles custava dez vezes mais do que isso, ou seja, R$ 0,10! O fato fez com que Enéas refletisse bastante sobre a situação, o que o levou à conclusão de que em breve estaria passando à toda a força de vendas. O executivo entendeu que tudo era uma questão de posicionamento e, deste modo, resolveu levar a questão aos seus vendedores e representantes. Convocou uma reunião geral e então disse:

Acesse e leia a matéria completa:


Não há comentários

Adicione o seu