https://www.manufaturaemfoco.com.br/wp-content/uploads/2016/08/capa-05.png

Valeu Stream Mapping (mapeamento do fluxo de valor): Aprendendo a enxergar oportunidades



No número anterior de Manufatura em Foco foram abordadas algumas das ferramentas mais tradicionais de mapeamento de processos: o SIPOC e os diagramas AV/NAV.Neste número, o Mapeamento do Fluxo de Valor (VSM: ValueStreamMapping) será detalhado.

O título desta matéria é uma referência a uma das primeiras publicações sobre o assunto no Brasil: o livro “Learning to See” (Aprendendo a Enxergar), de John Shook e Mike Rother.O mapeamento através do VSM popularizou-se a partir dos anos 2000, após a publicação do livro. Até esta época, seu uso estava restrito a algumas empresas da cadeia automotiva.

Embora o programa LEAN tenha se originado na década de 80, e o VSM nos anos 2000, o VSM é considerado, atualmente, a ferramenta típica para mapeamento nas empresas que adotam o programa LEAN. No período de 1980 até os anos 2000 (anterior ao uso do VSM), a maior parte dos programas LEAN corporativos orientou suas ações através de eventos Kaizen, focados a processos críticos, identificados por outras formas de diagnóstico. Atribui-se a esta prática, típica deste período, a dificuldade em identificar melhorias usando os KPI’s das organizações: muitas vezes, geravam-se “ganhos” pontuais, que dificilmente conseguiam afetar os resultados de toda a cadeia de valor.

Acesse e leia a matéria completa:


Não há comentários

Adicione o seu