https://www.manufaturaemfoco.com.br/wp-content/uploads/2013/11/img-osg.jpg

Tradição e know-how garantem destaque da OSG Sulamericana na fabricação de roscas



Empresa de 75 anos de existência completará 40 anos de Brasil em 2014, consolidando a visão de seu fundador que enxergou, com muita antecedência, o brilhante futuro que o país teria dentro do cenário industrial.

A empresa foi estabelecida em junho de 1938, quando seu fundador, Hideo Osawa, tinha apenas 28 anos. Engenheiro apaixonado por seu ofício, abriu uma pequena fábrica com apenas dois empregados no distrito de Nishi- -Koyama, próximo a Tóquio, no Japão.

Conhecida como Osawa Screw Grinding Co., Ltd., a fábrica, inicialmente, produzia machos utilizados na fabricação de roscas internas. Hideo começou a desenvolver suas próprias máquinas para a produção de machos de elevada qualidade, necessários na fabricação de roscas de alta precisão, com tolerâncias dimensionais muito justas. Naquela época, no Japão, machos de alta precisão só eram obtidos via importação. Após muita pesquisa e a criação de um sem-número de protótipos, o empreendedor obteve sucesso na construção da Osawa Thread Grinding Machine, em português Máquina de Retificar Roscas Osawa, que possuia conceito próprio e rebolos dedicados à produção de machos para rosca.

A marca OSG, portanto, vem das iniciais “Osawa Screw Grinding” – (Osawa Rosca Retificada) e traz consigo uma história de empreendedorismo e tenacidade desde o seu fundador.

Desde o princípio, a visão do fundador era poder exportar os produtos OSG para os principais mercados do mundo, contemplando países e até continentes, como a grande China e o sul da Ásia, as Américas e a Europa. Com a evolução contínua dos negócios, a empresa estabeleceu fabricação, venda e suporte técnico em 25 países, levando, assim, dentro de sua área de competência, uma contribuição tecnológica ímpar para o progresso de uma infinidade de empresas em todo o mundo.

A empresa chegou ao Brasil em 1974. A cidade de Bragança Paulista foi eleita para a instalação do parque fabril que conta com 100.000 metros quadrados e abriga, atualmente, um dos mais modernos centros de produção de ferramentas de corte rotativas de alta precisão do país. Com o crescimento da indústria automotiva no estado do Paraná, a empresa montou uma filial em São José dos Pinhais com o objetivo de servir melhor as empresas da região, facilitando a logística, já que estaria mais próxima aos consumidores finais de seus produtos.

Em seu catálogo, com mais de 500 páginas, a empresa expõe milhares de soluções para usinagem de metais em forma de machos, fresas de topo, brocas helicoidais, alargadores, escareadores, cossinetes, ferramentas intercambiáveis e ferramentas especiais – fabricados segundo o rigor dos padrões da matriz japonesa tanto no caso de ferramentas feitas em HSS (aço rápido), quanto aquelas produzidas em MD (metal duro).

Com aproximadamente 5.000 funcionários no âmbito global, a empresa opera em Bragança Paulista com 350 funcionários e mais 50 na filial do Paraná.

Com as fortes raízes da cultura japonesa consolidadas pelos sucessores de Hideo, a empresa se destaca pela organização e pela limpeza, além de promover um ambiente de trabalho que incentiva o espírito de cooperação e também as sugestões de melhorias.

Acesse e leia a matéria completa:


Não há comentários

Adicione o seu