https://www.manufaturaemfoco.com.br/wp-content/uploads/2013/09/img-certi.jpg

Certi: a Fundação que ajuda o mercado brasileiro a inovar



Há quase 30 anos no mercado e detentora de clientes renomados como Fiat, Embraer, Natura e Petrobras, a Fundação Centros de Referência em Tecnologias Inovadoras (Certi), situada em Santa Catarina, tornouse referência na promoção de soluções tecnológicas inovadoras e competitivas para empresas brasileiras. Apesar de trabalhar com inovação, é um antigo ditado popular que rege suas atividades: aqui, o cliente é rei!

Em meio à disputa entre nacionais e estrangeiras pelo mercado brasileiro, a inovação costuma ser a chave no discurso motivacional para fomentar a competitividade na indústria. Porém, novos produtos, processos mais econômicos e sustentáveis são mudanças que nem todas as empresas estão preparadas para ter. Além de uma boa ideia, a empresa deve estar disposta a investir, muitas vezes, em um processo caro e demorado.

Com a crescente entrada de empresas com tecnologia estrangeira e produtos importados, o Governo Federal tem oferecido programas de incentivo à produção de tecnologia no Brasil para alavancar a competitividade com o mercado internacional. Um exemplo disso é o programa Inova Empresa, lançado em março deste ano. O programa destina mais de R$ 32 bilhões de recursos a empresas de todos os portes dos setores agrícola, industrial e de serviços. A linha de crédito destinada à inovação é executada pelo Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES) e a Financiadora de Estudos e Projetos (Finep), vinculada ao Ministério da Ciência, Tecnologia e Inovação (MCTI).

O programa TI Maior, criado em 2011, ou a Mobilização Empresarial pela Inovação (MEI), criada pela Confederação Nacional da Indústria (CNI), em 2009, são outros exemplos de programas que motivam a inovação na indústria. Ainda com subsídios como esses, inovar não é uma tarefa simples. Por isso, instituições governamentais e privadas buscam auxiliar o empresário a encontrar o melhor caminho para a inovação. As incubadoras e os centros ou parques tecnológicos são entidades que auxiliam nesse processo.

A Fundação Centros de Referência em Tecnologias Inovadoras (Certi), localizada em Florianópolis (SC), é um exemplo de centro tecnológico brasileiro apto para auxiliar o empresário que quer inovar. Há 28 anos no mercado, a proposta da organização, desde o início, é ajudar as empresas no desenvolvimento de novos produtos e processos com a inserção de tecnologias avançadas. Os quase trinta anos de mercado e com clientes renomados como Fiat, Natura, Oi, Embraer, LG, Petrobras, Siemens, Microsoft, entre outros, garantiu à Fundação reconhecimento nacional.

Acesse e leia a matéria completa:


Não há comentários

Adicione o seu